Ensaio Amora Photo - Mayara

@xadeamora

DESABAFO - Ser Designer

Sou técnica em Artes Gráficas formada pelo SENAI aos 17 anos.. Me formei em Design Gráfico pelo Mackenzie aos 21 anos e já trabalhei em 6 empresas, já tive 10 chefes e mais ou menos umas 100 pessoas que já passaram e repassaram trabalhos para a minha pessoa.... Mas eu posso dizer que nasci com o dom, sempre fui de criar, sempre estive de bem com a arte, com as ideias.. Meus primeiros quadros a óleo foram aos 7 anos, meu primeiro projeto de embalagem aos 15, minha primeira capa de livro aos 16, infelizmente está no sangue...

Ser designer....... A palavra é bonita, parece ser divertido e principalmente parece que você trabalha em empresas de filme como o Google.. Fique tranquilo, me venderam essa ideia também.. Hoje, nesse exato momento da vida, não tenho palavras para descrever o quanto me arrependo de ter escolhido essa profissão.. Perdi a oportunidade de nesse momento ser uma Nutricionista, uma Psicóloga, ou até mesmo uma Esteticista kkkk... Mas tenho certeza de que não sou a única, muito menos a primeira ou última pessoa a precisar recomeçar.. Pois é caros amigos, a partir dos próximos meses pretendo começar a estudo do zero, ir atrás de novos conhecimentos, sair de trás das telas e esquecer esse negócio de ganhar dinheiro com criação..

No começo foi tudo uma questão de experiência.. Na faculdade me ensinaram a estudar diversos fatores que agregariam qualidades nos projetos e que me ajudariam a desenvolver ideias com mais conceito e profundidade.. No mundo real (empresas que acham que fazem design) ainda ficava ofendida e frustada quando os chefes ou os clientes mudavam tudo, tornando o trabalho apenas cada vez mais frustrante.. Aliás não existe outra palavra para descrever essa profissão, frustrante..

Com o passar do tempo fui me acostumando com o chefes em pé atrás da minha cadeira dizendo "Mais para cima, mais para baixo, troca essa fonte, agora põem marrom..", até cheguei a abrir a tela em branco e perguntar como a pessoa queria e ser somente o robô que fazia as alterações, mas mesmo assim as coisas não paravam de dar errado.. Cheguei a aceitar trabalhos com goteira em cima da cadeira, ratos pelo corredor, com computadores péssimos ou com Apples, em lugares modernos e lugares que me lembravam uma contabilidade, com um dálmata, em uma rua que alagava, em uma casa com quintal e comida caseira, e até mesmo com todo mundo drogado..

Tudo bem e não fiz as melhores escolhas de trabalho na vida.. Mas gostaria de saber se alguém é feliz no trabalho.. Pq estou começando a achar que isso não existe!!

Depois de ter todos os tipos de chefe - sabe aqueles presos em ideias antigas que não conseguem se modernizar?? Ou aqueles cheios de si pq são chefes mas nem são formados em design?? Ou aqueles que dizem que vc finalizou o projeto e quando vc olha ele está alterando na tela dele, ou na de outro funcionário?? - até que por fim conheci o cara que GRITA..... Faço questão de parabenizar esse meu último chefe por cortar as unhas dentro da sala, gritar com todos os funcionários, fazer as pessoas chorarem e principalmente de fazer com cada um dentro da empresa se ache substituível e desmotivado..

Só para terminar: Estude antes de ser chefe, saiba trabalhar com pessoas.. Não é pq vc tem um estagiário que ele não é melhor que vc ;D

Tá bom.. Esse post não terá mais reclamações.. Escrevi tudo isso pelo fato de que aqui posso expor meus sentimentos para quem quiser ler e não somente falar coisas bonitas, mostrar produtos e falar de maquiagem.. Preciso usar esse espaço para desabafar nem que seja sobre problemas do meu pequeno mundo..

Um comentário :

  1. Me identifiquei muito com seu desabafo e estou passando exatamente por isso. E finalmente estou trabalhando com o chefe mais grosso e insuportável do mundo. Estou na fase robô também, deixando os outros dizerem o oque querem. Está foda. Mas estou me planejando para mudar de profissão também. Boa sorte!

    ResponderExcluir